Paraty no Rio de Janeiro

O que fazer em Paraty

Paraty é uma daquelas cidades que todo mundo precisa conhecer, pois a lista de atributos é longa: beleza natural, herança cultural, prédios históricos, boa gastronomia e muito mais! Pensando nisso, escrevi esse post com dicas sobre o que fazer em Paraty para abrir o apetite e idealmente para quem vai passar um final de semana por lá. Contudo, quem tiver mais tempo, só vai… pois as atrações são muitas.

Eu já havia visitado Paraty quando ainda era menina, mas parece que só tinham ficado vagas lembranças. Porém, quando a reencontrei, confesso que a surpresa foi além do esperado! Paraty superou qualquer imagem ou palavra que as pesquisas haviam me apresentado, pode parecer exagero, mas eu me apaixonei pela cidade e agora sempre que posso, retorno para seus braços.

Vem comigo!


Leia também: SERRA DA CANASTRA (MG) – O QUE FAZER, ROTEIRO E ONDE FICAR


O que fazer em Paraty

Onde fica Paraty

Paraty se localiza no sul do estado do Rio de Janeiro e praticamente na fronteira com o estado de São Paulo. Você consegue chegar lá de carro ou de ônibus. Os aeroportos de grande porte mais próximos são o Galeão (RJ), Cumbica (SP) ou Congonhas (SP).

Quem não estiver de carro, talvez a forma mais prática de chegar em Paraty, pode optar por alugar um carro e seguir com a viagen.

Há também opção de transfers com nossos parceiros:

Paraty na maré alta
Paraty na maré alta.

Quando ir

Eu diria que Paraty é um destino para visitar o ano inteiro. Mas para ser mais precisa e para quem conhece o clima do Litoral Norte de São Paulo, pode considerar que Paraty segue o mesmo padrão. Ou seja, os verões são quentes com chuvas, especialmente no final da tarde, enquanto o inverno é seco e com clima agradável, mas vira e mexe tem ondas de frio.

Um dos passeios mais tradicionais de Paraty é fazer o passeio de barco, o que realmente vale a pena, então no inverno, entre junho e setembro, o clima estará mais favorável, porém, a água geralmente estará mais fria para nadar!

Mês a Mês:

  • No verão, dezembro a março, Paraty é um destino ideal para os amantes de praia e atividades aquáticas. As temperaturas são quentes, variando entre 25°C e 35°C, ou seja, condições perfeitas para desfrutar das praias, passeios de barco e snorkel. Contudo, é importante estar preparado para chuvas ocasionais, típicas dessa época do ano.
  • Já no outono, abril a junho, as temperaturas são mais amenas variando entre 20°C e 30°C. As chuvas diminuem, então é uma ótima época para caminhadas e passeios ao ar livre, sem suar tanto!
  • O inverno, julho a setembro, apresenta um clima ameno e mais seco, com temperaturas variando entre 15°C e 25°C. Esta é a estação ideal para quem prefere atividades culturais e trilhas nas montanhas circundantes. Não esqueça do agasalho, pois a noite costuma esfriar.
  • A primavera, de outubro a novembro, oferece temperaturas semelhantes ao outono, ou seja, entre 20°C e 30°C. E o grande evento dessa época é a famosa FLIP (Festa Literária Internacional de Paraty).

Previsão do tempo em Paraty, olhe para as Montanhas

Não tenha um roteiro de viagem engessado, pois o clima de Paraty é de lua. A chance de você pegar chuva em Paraty é grande, basta olhar sua geografia! Então, para os passeios que exigem sol eu acordaria, tomaria um delicioso café da manhã e olharia para o céu do lado das montanhas, se lá estiver com céu aberto, pode apostar que fará sol durante o dia! Aprendi isso com os locais e realmente funcionou.

Dica 1: se quiser ir a Praia do Sono de barco, vá pela manhã para evitar o mar agitado da tarde, nós perdemos pois não sabíamos disso, tem a opção de ir pela trilha também (que deve ser muito legal), mas como estávamos com minha mãe e a trilha era longa, preferimos deixar pra próxima.

Dica 2: tente marcar de passear próximo a Igreja Santa Rita durante a maré baixa e alta para ver a diferença. Algumas ruas ficam alagadas na maré alta e aquela foto de reflexos que todo mundo adora fazer, ficam realmente lindas!

O que fazer em Paraty
Vista clássica da cidade que você vê durante o passeio de barco.

Pousadas em Paraty (onde ficar)

Eu, assim como todo mundo que já visitou a cidade, vai te recomendar ficar no centrinho histórico de Paraty. Pois ali, você pode se esquecer do carro e curtir a cidade e as bebidinhas sem restrições. Mas eu sei que nem sempre isso é viável, pois dependendo da época, as pousadas se esgotam rapidinho ou elas ficam acima do orçamento.

Para te ajudar na decisão sobre onde ficar em Paraty, deixo abaixo algumas opções:

Acomodações no Centro histórico:

Acomodações afastadas do centrinho:

 


Leia também


O que fazer em Paraty

Caminhe pelas ruas de Paraty

Talvez um dos passeios mais gostosos para fazer em Paraty é caminhar sem pressa pelas ruas. Mas antes de flanar, por favor coloque um sapato gostoso e sem salto, pois as ruas de paralelepidos exigem calçados confortáveis.

Lugares que não podem faltar no seu roteiro no centrinho de Paraty:

  • Praça da Matriz & Matriz Nossa Sra dos Remédios
  • Igreja de Nossa Sra. das Dores
  • Igreja Nossa Sra. do Rosário
  • Casa da Cultura
  • Capela de Santa Rita
  • Rua do Fogo
  • Rua da Lapa 
  • Rua do Comércio

Uma dica é participar de um tour gratuito (mas com gorjeta) que acontece todos os dias. Dessa forma, perambular pelas ruas Paraty vai fazer muito mais sentido! PORÉM, se puder investir um pouco mais, faça um tour pago, para isso sugiro essa visita guiada (apenas R$57) ou essa visita guiada privativa (por grupo R$330, até 25 pessoas).

Um pouquinho da história de Paraty

Originalmente habitada pelos índios Guaianás, Paraty viveu quatro ciclos históricos desde sua fundação em 1667. Passou pelo ciclo do ouro, sendo um dos centros da negociação de escravos. Depois passou pelo ciclo da cana-de-açúcar, reunindo 12 engenhos e mais de 150 alambiques. Posteriormente, viveu o ciclo do café. E atualmente, Paraty se desperta para o ciclo do turismo, isto é, atividade que representa cerca de 80% da economia local.

No início do século XX a cidade viveu um período de decadência, mas apesar disso nos pareceu alarmante, foram o ponto principal dela ter se transformado em um museu arquitetônico a céu aberto. Pois, como a cidade não evoluiu economicamente por décadas, ela perdeu grande parte de sua população. Enquanto isso, os prédios e ruas se mantiveram intactos e a fez renascer das cinzas para nossa alegria!

Ruas históricas de Paraty
Arquitetura colonial colorida de Paraty



Pescadores - Rio de Janeiro
Pescadores de Paraty

Passeio de barco pela região de Paraty

O passeio de barco pela baía de Paraty é um dos programas mais tradicionais e gostosos para se fazer. Há opções para todos os bolsos e estilos, ou seja, desde passeios privados, traineiras típicas, até escunas com bastante gente dentro.

Um surpresa que você talvez não saiba é que a baía de Paraty tem mais de 65 ilhotas cercada de água verdinha e límpida.

O passeio mais tradicional tem duração de 5 horas e passa por 4 lugares diferentes (praias e ilhas), mas você sempre pode escolher outras praias e organizar o roteiro com a pessoa que contratar. Outra passeio de barco de Paraty que o pessoal costuma fazer é para a região do Saco do Mamanguá.

Você pode fechar os passeio em Paraty mesmo com os barqueiros que ficam no cais ou já comprar com antecedência.

Abaixo selecionei duas opções que parecem bacanas:

Barco Latitude em Paraty
Barco que usamos para o passeio, Sr. Andre (Latitude)
Baía da Preguiça Paraty
Baía da Preguiça no passeio de barco pelas ilhas de Paraty

Praia do Sono

Para quem está a fim de fugir da muvuca e gosta de natureza, certamente deve visitar a Praia do Sono. Muita gente vai apenas para passar o dia, mas há quem fique para pernoite.

Localizada a cerca de uma hora de trilha a partir de Laranjeiras, a Praia do Sono oferece uma experiência única com sua beleza natural intocada e águas cristalinas. Ideal para quem busca um refúgio longe da agitação, essa praia é perfeita para acampar, nadar e relaxar ao som das ondas.

A Alessandra fez um post completinho sobre tudo o que você precisa saber sobre a Praia do Sono em Paraty, vale a pena ler.

Compras em Paraty

Lojas de artesanato, lojinhas de cacarecos, hyppies ambulantes e lojinhas descoladas não faltam em Paraty. Contudo, eu realmente recomendo dois lugares imperdíveis para curtir arte local, do requintado ao caiçara.

Primeiramente, visite o Atelier do Dalcir (Rua Santa Rita, 187). O artista é nato de Paraty e faz obras belíssimas, especialmente em cerâmica, onde ele utiliza uma técnica japonesa denominada raku e coloca um gingado criativo brasileiro para dar ainda mais identidade para suas esculturas.

Este é um daqueles lugares que a gente se contenta só de olhar, e mesmo que não consiga adquirir uma de suas peças, vale ir para apreciar o o Sr. Dalcir.

E depois, para quem estiver procurando uma lugar para comprar uma lembrancinha local com muita personalidade, eu recomendo o Atelier da Terra (Rua da Lapa,1).

Esta loja vende barquinhos de madeira feito pelo povo do Saco do Mamangua, sendo um mais lindo que o outro. Naturalmente, tem opções para todos os gostos, cores e tamanho. E não esqueça de pedir para conhecer dentro do ateliê, que a visita valerá ainda mais a pena. O difícil vai ser escolher o que levar, isso sim!

Onde comer em Paraty

A gastronomia de Paraty é um dos pontos altos da visita à cidade, oferecendo uma experiência única que combina sabores locais e uma variedade de opções gastronômicas. A cidade é um verdadeiro paraíso para os amantes da boa comida, com restaurantes e cafés que vão desde os mais sofisticados até os mais simples e tradicionais. E da culinária brasileira a internacional, a cidade tem um pouco de tudo para todos os paladares.

Para um italiano bem feito recomendo Punto Divino ($$$). Já para um sabor brazuca inesquecível vá no Banana da Terra ($$$$). Se você quer um sabor asiático, eu indico o Thai Brasil ($$). Assim como, para um crepe original, aconchegante e feito por francês vá para o Le Castellet ($$). Por fim, para um café, no meio da tarde ou a noite, vá para o Margarida Café.

Para sobremesa, divirta-se em um desses restaurantes ou faça como eu, compre uma cocada branca ou o que te apetecer em uma das barraquinhas de doce da rua (muito bom!).

Conforme escrevo esse paragrafo, já começo a salivar de saudades…


Leia também >> O QUE FAZER EM BRODOWSKI | MUSEU CASA PORTINARI


Doces em Paraty

Dicas de Paraty

Praia de Trindade

Um dia é o suficiente para conhecer o centrinho histórico de Paraty e um dos passeios que vale a pena fazer é seguir para a Praia de Trindade passar o dia.

Então, ao chegar em Trindade, não deixe de visitar a Praia do Cepilho que fica logo na entrada da ilha e é um ambiente bem gostoso para curtir um barzinho pé na areia, tomar sol e ver o tempo passar. A praia tem um bar com bebidas, porções e pratos. A Piscina Natural do Cachadaço é outra coisa imperdível para se fazer em Trindade, o acesso é gratuito a partir da praia do Cachadaço. E por fim, se gostar de caminhar, faça a Trilha Mirante Cabeça do Índio, onde no final você é presenteado com um mirante e uma vista linda!

Trindade, RJ

Estrada Real – Caminho do ouro

Nós fizemos o caminho do ouro com o pessoal do Paraty Explorer, que aliás a Camila explica em detalhes sobre esse passeio sobre a Estrada Real – Caminho Velho – Paraty.

Essa trilha é feita a pé e passa por lugares históricos no meio da mata atlântica. O legal de fazer com guia é que você passa a entender os detalhes do porque essa trilha existe e para que foi usada.

Além disso, também tem escorrega natural, visita a alambique e muito mais.

Estrada Real, Paraty

Paraty, o paraíso da gringolândia!

Se tem um lugar no Brasil que a gente escuta mais línguas estrangeiras que português, esse lugar é Paraty. Não somente de gringos turistas, mas os gringos que foram, gostaram e simplesmente ficaram.

Se eu acho isso ruim? Claro que não, pois Paraty não está perdendo a personalidade pela “invasão gringa”. A cidade representa o melhor da arquitetura colonial do Brasil, e isso precisa ser mostrado para todo o mundo mesmo!

Por outro lado, essa onde de visitas estrangeiras elevou o preços dos passeios, restaurantes e acomodações. Então, para quem está indo com dinheiro contado, melhor pesquisar bem o que irá fazer para encaixar tudo no orçamento. Mas para quem tem uma situação mais folgada economicamente, aproveite, especialmente as pousadas boutique e os restaurantes gourmets!!! Vale muito a pena.


Leia também >> 3 DIAS EM ILHABELA


Paraty em reflexos
Ruas de Paraty em reflexos…

Conclusão

Paraty é um lugar mágico e sem dúvida você precisa conhecer, caso ainda não tenha ido! Foi um grande prazer retornar a esse pedacinho do Brasil depois de tanto tempo, um reencontro que espero ter muitas outras vezes.

DICA: em Paraty prefira sapatos sem salto e dê preferência para solado de borracha. Pois aquelas ruas de “pé de moleque” são bastante irregulares. Então, é fácil de torcer o pé, especialmente em dias de chuva.

Boa viagem e aproveite!


Leia também:

+ SERRA DA CANASTRA: MAIS UM TREM BÃO DE MINAS!

+ AS MELHORES PRAIAS DO CEARÁ!

+ PIRENÓPOLIS (GO) – UM FINAL DE SEMANA NO CERRADO


Leia neste Artigo:

Tours Viajoteca

Conheça nossos tours e passeios exclusivos e privados, com guias e motoristas que falam português!
OFICIAL

Respostas de 6

  1. Delícia de post Mi e que saudades de Paraty. Essa foi a primeira viagem que eu e o Gu fizemos juntos (há mais de 10 anos atrás) então tenho um mega carinho pela cidade. Na nossa segunda visita, fomos desavisados e pegamos o festival da Pinga… Rs (Qualquer semelhança com a sua experiência é mera coincidência).
    Beijos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.