passagens cobertas de Paris

Passagens Cobertas de Paris: descubra a Paris dos tempos áureos

As passagens cobertas de Paris são um capítulo à parte na beleza da cidade. Elas podem ser tanto passagens lindas e cheias de glamour, quanto peculiares. Inclusive, algumas de um gosto tanto quanto duvidoso. É o típico 8 ou 80.

Entretanto, essas passagens são tesouros arquitetônicos da cidade, de pura elegância e decoração rica. Então, vale muito a pena conhecer algumas delas de perto e conhecer o glamour de uma época. Eles estão em sua maioria, na margem direita do Sena, perto do Grands Boulevards.


Leia também:

+ PRIMEIRA VEZ EM PARIS – O QUE VISITAR EM PARIS

+ 10 RAZÕES PARA VISITAR PARIS

+ CLIMA E PREVISÃO DO TEMPO EM PARIS


Passagens Cobertas de Paris

As passagens cobertas de Paris fazem parte da história da cidade, do século XVIII ao século XIX.  Imagine uma Paris sem esgotos e sinuosas ruas sem calçadas, iluminação pública quase inexistente. Mas a Revolução finalmente chegou! A Capital francesa virou fã das galerias, chamando-as de atalhos inteligentes. Permitiu que os parisienses pudessem passear em paz, longe da agitação e das ruas enlameadas de Paris.

Os urbanistas da cidade criaram um labirinto de passagens escondidas em toda Paris. Ao longo dos anos muitos caíram em desuso ou foram demolidas. Mas se você souber onde procurar, você ainda pode empurrar uma porta e entrar em uma fabulosa arcada belle époque. Ou ainda numa brilhante galerie art nouveau ou num pátio antigo.

Infelizmente, as transformações de Paris operadas pelo Barão Haussmann fizeram com que as passagens cobertas de Paris fossem desaparecendo. Assim, elas acabaram sendo abandonadas pelos parisienses que as trocaram pelas lojas de departamento. Para ter uma ideia, eram mais de 150 passagens cobertas espalhadas por Paris. Mas, destas só sobreviveram 18, que ainda são super populares com os parisienses e visitantes. Há muitas lojas, mas também restaurantes, galerias de arte, casas de chá, sendo que cada uma tem suas próprias histórias.

Algumas das 18 passagens cobertas de Paris:

Galerie Vivienne

Essa é com toda a certeza a mais “famosa” das passagens cobertas de Paris. Sua suntuosa arquitetura, mosaicos delicados e grandes estátuas foram maravilhosamente preservados. Assim como as lojas e restaurantes são de extremo bom gosto. Jean-Paul Gaultier abriu sua primeira boutique aqui e continua sendo o seu carro-chefe. O Bistrot Vivienne é ótimo para um drink ou uma refeição. Outro lugar interessante é o A priori thé, é um ponto de encontro elegante para o chá da tarde.

Galerie Vivienne

4, rue des Petits-Champs

Quartier: Louvre, Opéra – Grands Boulevards

Metro – Bourse, Pyramides

Ônibus – 29


Você está planejando uma viagem para a França e precisa de um serviço de transfer em Paris? Chegou no lugar certo! Pois, nós aqui do Viajoteca, temos parceria com motoristas em Paris e super recomendamos. Dessa forma, podemos agendar para você traslados do aeroporto, transfer dentro de Paris e passeios por toda região!

Os motoristas são pessoas de total confiança e por isso eles fazem parte da na nossa lista seleta de Parceiros dos Tours Viajoteca. Inclusive, também oferecemos passeios, tours e transfer em cidades como Toronto (Canadá), Lisboa (Portugal), Madrid e Barcelona (Espanha).

Os motoristas brasileiros em Paris garantem conforto, segurança e tranquilidade para sua viagem em Paris. Vivem no país há muitos anos e podem compartilhar muitas dicas e te levar para todos os lugares.

Peça sua cotação sem compromisso: por e-mail ( tours@viajoteca.com ) ou WhatsApp (clique aqui para nos enviar uma mensagem)!


Passage Brady

Esta passagem coberta foi construída em 1828, está totalmente alinhada com restaurantes e lojas indo-paquistanesas. Sem dúvida, é quase uma Little India. Certamente, com muito curry, lojas de especiarias e bazares que vendem tecidos, incenso e estátuas religiosas. Não é glamourosa nem nada, como vocês devem imaginar, a muvuca é grande, mas vale à visita. Vai ser uma daquelas experiências que você nunca imaginou que tivesse em Paris, um verdadeiro caminho para a Índia!

Passage Brady

 46 rue du Faubourg Saint-Denis

Quartier: Opéra – Grands Boulevards, République – Gares de l’Est et du Nord

Metro – Château d’Eau, Strasbourg – Saint-Denis

Viaje Conectado

Passage de Choiseul

A passagem Choiseul não entrou para a lista dos Monumentos Históricos, por isso não recebe fundos públicos para sua manutenção. Então, se você resolver ir visitá-la num dia de chuva, não se espante se ver algumas goteiras. Mas ainda eu te garanto que ela tem um certo charme. Nela você vai encontrar o Folies de Chelly – uma pequena loja de bric-a-brac e o excelente sebo Libria. Além desses, tem alguns restaurantes frequentados somente pelos locais. Aliás, esta é uma das passagens mais longas de Paris.

Passage de Choiseul

40, rue des Petits Champs

Quartier: Opéra – Grands Boulevards – 2e Arrondissement

Metro – Pyramides, Quatre Septembre

Passage des Panoramas

Esta passagem é um verdadeiro labirinto, tem várias entradas e é cheia de surpresas. O forte desta passagem coberta são os vários bares de vinho. Então, ali você tem o Les Racines é especializado em vinhos naturais e o Coinstot Vino vende safras italianas. Ainda tem o Le Diable Verre que é ótimo para um happy-hour. Fora algumas lojas que são totalmente “kitsch” que você encontrará cartões postais antigos, bonecos de plástico exquisitos. Além de ter muitas coleções estranhas e maravilhosas ao mesmo tempo.

Passage des Panoramas

 11, boulevard Montmartre

Quartier: Opéra – Grands Boulevards

Metro – Grands Boulevards, Richelieu Drouot

Passage du Caire

Vale a pena visitar por sua arquitetura e seu telhado de vidro. Sua entrada é decorada com três efígies da deusa Hathor. Ela recorda o entusiasmo dos parisienses com o Egito depois da campanha vitoriosa de Bonaparte. O labirinto de passagens cobertas está alinhada com ateliers de modas.

Passage du Caire

2, place du Caire

Quartier: Opéra – Grands Boulevards

Metro – Sentier

Passage du Grand Cerf

O Grand Cerf foi restaurado há alguns anos e compete em ser a mais bela passagem coberta parisiense. Apesar de fica fora do roteiro turístico habitual, raramente ela está lotada. Mas a visita vela e pena pois ela é o lar de uma série de lojas tentadoras. Amo a Pour Vos Beaux Yeux, que é especializada em óculos vintage. Ainda tem uma florista encantadora, uma loja de jóias contemporâneas que os designers foram originalmente descobertos por Christian Lacroix. Fora a La Corbeille, que vende coisas para casa super atraentes. Ainda tem o Le Pas Sage é um bar badalado, perfeito para uma bebida pós-compras. Claro, entre muitas outras lojas que você vai se encantar.

Passage du Grand Cerf

 145, rue Saint-Denis

Quartier: Châtelet – Les Halles

Metro – Étienne Marcel

Ônibus – 29, 38, 47

Passage Jouffroy

Esta foi a primeira passagem construída inteiramente de ferro e vidro, em 1836. Sempre lotada e divertida, esta passagem coberta te dará uma sensação de como as passagens eram nos seus anos de glória. Parte do seu grande sucesso hoje em dia é porque nela se encontra o Museu Grévin. Este museu é a versão francesa do Museu Madame Tussauds, é sempre lotado. Lá você também encontrará uma maravilhosa loja de brinquedos à moda antiga. Além disso, tem a Segas, que é especializada em bengalas antigas. No fim da galeria se encontra o Hotel Chopin.

Passage Jouffroy

 10-12, Boulevard Montmartre

Quartier: Opéra – Grands Boulevards

Metro – Grands Boulevards, Richelieu Drouot

Passage Molière

Esta passagem foi nomeada em homenagem ao Théâtre Molière, que apresentou muitas das peças do grande dramaturgo francês. O Aliás, o teatro ainda existe, renomeado La Maison de la Poésie. Mas, para os cinéfilos de todo o mundo, a principal atração desta passagem é a Librairie Scaramouche. Ali você vai encontrar uma vasta coleção de cartazes do cinema super raros. Tem também o atelier do sapateiro japonês Tamano Nagashima, com suas criações exclusivas.

82, rue Quincampoix / 157, rue Saint-Martin

Quartier: Châtelet – Les Halles

Metro – Étienne Marcel, Rambuteau, Les Halles

Ônibus: 29

Em resumo, aqui tem uma lista de todas as passagens que ainda existem: AQUI

Onde se hospedar em Paris?

Booking.com

Gostou do post?

Como eu já disse no post “Paris na Chuva – O que fazer?”, eu super indico a visita. Inclusive, eu afirmo que as passagens cobertas são lugares imperdíveis em Paris. Pois você tem que conhecer pelo menos uma. 😉

 Por fim, aqui você encontra todos os posts de Paris AQUI

Leia neste Artigo:

Tours Viajoteca

Conheça nossos tours e passeios exclusivos e privados, com guias e motoristas que falam português!
OFICIAL

Respostas de 3

  1. Adorei este post.
    Estarei em Paris no final de junho e aqui foi o primeiro local que eu li sobre o assunto.
    Parabens pela materia, bem esclarecedora.
    Tentarei visitar alguns, ehhehe.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.